Blog Academia Concerto

Olá, tudo bem?

A solução de algumas questões musicais, que precisamos resolver em nosso trabalho com o coro, por vezes serão encontradas em respostas extramusicais. Nossa tendência geralmente é focar a música e buscar somente nela a solução. Muitas vezes é necessário ampliarmos a visão e olhar para fatores que estão fora das notas da pauta.

Certa vez, um aluno da nossa Academia de Regência me procurou dizendo que o desempenho do seu coro caiu de maneira significativa durante o último ano. Muitas soluções foram tentadas: aumento do tempo de preparação vocal, ensaios extras, mudança de repertório e até mudança do horário de ensaios.

Nada surtiu efeito e as apresentações estavam com muitos problemas musicais. Até que, assistindo gravações dos concertos (Observe a importância de se registrar tudo! Leia mais aqui), notei muitos rostos diferentes a cada apresentação durante todo o ano. Perguntei a ele quantas vozes novas tinha recebido durante aquele ano. Ele não tinha esta informação prontamente (o que já é um problema!)

Após fazer um levantamento, ele “descobriu” que 25% dos cantores entraram de modo aleatório no decorrer daquele de ano. A partir desta informação, conseguimos estabelecer uma relação entre muitos problemas fundamentais no desempenho do coro e o fato de que ele recebia novas pessoas o tempo todo e desordenadamente.

Era necessário estabelecer uma Política de Ingresso no coro.

 

O que é uma Política de Ingresso?

É simplesmente a “maneira” como as pessoas podem começar a cantar em seu coro.  

 

Porque é importante estabelecer uma Política de Ingresso no coro?

Eu sou um apaixonado por gastronomia! Adoro utilizar exemplos “culinários” com meus alunos e cantores. Imagine agora nesta época de frio, uma sopa deliciosa? Você vai empenhar um enorme esforço na busca e seleção de ingredientes de qualidade, vai gastar tempo na preparação de ingredientes e processos. Você tem um horário estabelecido para servir a refeição. Quando tudo está em 80%, você se ausenta da cozinha por alguns minutos. Outra pessoa passa e decide que a sopa está um pouco grossa e te “ajuda” colocando mais uma xícara de água fria. Pronto! O resultado está alterado.

A temperatura vai cair, ingredientes que estavam perto do ponto correto de cozimento vão passar do ponto, os temperos vão se diluir, etc. E você tem horário para servir então não vai ser possível corrigir isso tudo. O resultado final está comprometido porque houve o ingresso do ingrediente errado, da maneira errada e na hora errada.

Para Ingressar no Coro

Entendeu a importância de uma Política de Ingresso?

Nós e nossos coralistas trabalhamos tanto para construir o som do coro (leia mais sobre isso AQUI) . Repertório é escolhido, damos treinamento em técnica vocal, fazemos um trabalho de balanceamento e equilíbrio das vozes por semanas, ou até por meses. Se novas vozes ingressarem no coro indiscriminadamente, tudo isto pode ficar seriamente comprometido.

 

 Um exemplo:

Nós temos o Coro Academia Concerto que é um coro de câmara profissional, que trabalha em projetos específicos. A Política de Ingresso para este grupo é:

  • Abrimos para novas vozes ao início de um novo projeto (quando necessário)
  • Seleção é feita através da análise de currículo, gravações, audições e entrevistas
  • Cantores indicados ou convidados
  • Com formação em canto
  • Em atividade na área
  • Com experiência em canto coral profissional
  • Disponibilidade para atender a agenda de ensaios e calendário de concertos/gravações do projeto proposto
  • Alinhados com a proposta artística da Academia Concerto
  • Tenham o perfil vocal adequado com a sonoridade característica do coro

Pronto, este é um exemplo de Política de Ingresso. É fundamental relacionar com ela todos os aspectos do trabalho: repertório, planejamento de ensaios, projetos, etc. Do contrário, é colocar água na sopa!

Aí você pode dizer: “Ah, o meu coro é muito simples e qualquer pessoa pode entrar a qualquer momento.” – Ok! Isso não é proibido! Muito legal e necessário haverem grupos abertos assim! Mas não é por isso que não há uma Política de Ingresso. ESTA é a Política de Ingresso.

O importante é que você saiba administrar esta situação e trabalhar com ela!

Vamos pensar num outro exemplo oposto: um coro profissional, de natureza pública, extremamente restrito, com admissão via concurso e que dependa de editais de convocação do governo. Um coro destes pode passar anos sem abrir testes e quem rege tem que trabalhar sabendo que o material vocal que tem em mãos é este e ponto final.

Entre esses dois extremos, existe uma série de graduações, alternativas e variáveis em que o seu coro, provavelmente se enquadra.

Ensaio Coral

Como estabelecer uma Política de Ingresso?

Responda a algumas perguntas básicas:

  • Qual é a natureza do seu coro?

Coro comunitário, amador, profissional, terapêutico, infantil, masculino, feminino, corporativo, educacional ou de outra natureza.

  • Qual o objetivo do seu coro?

Cantar semanalmente nos cultos da igreja, se apresentar em datas comemorativas na escola, nunca se apresentar publicamente servindo apenas como terapia ocupacional, cantar uma vez por ano uma grande peça sinfônica, representar a empresa em eventos, etc.

  • Quem pode cantar no seu coro?

Somente membros da igreja, somente alunos matriculados na escola, cantores de uma determinada faixa etária, sócios de um clube, aberto à comunidade, profissionais selecionados, funcionários da empresa, familiares de funcionários, etc.

  • Quando se pode entrar no seu coro?

A qualquer momento, somente por editais sem previsão, anualmente no início da temporada, semestralmente mediante matrícula, quando há vagas, etc.

  • Como se entra no seu coro?

Início imediato, após um período de experiência, após um curso de capacitação, vindo de um coro preparatório, etc.

Com as respostas destas 5 perguntas, analise e comece a formular a Política de Ingresso do seu coro para que seus resultados sejam satisfatórios e o trabalho seja facilitado.

Falamos sobre colocar água na sopa, mas outro problema pode acontecer: e se na hora de servir você percebe que falta sal e todo o sal da casa acabou? Se você facilitar demais o ingresso ao coro, pode resultar em mais água na sopa! Mas se restringir demais também pode faltar sal! Ou seja, pode faltar vozes necessárias e acontecer uma situação que te deixe de mãos amarradas para solucionar isso!

Entrando no coral

 

IMPORTANTE:

A Política de Ingresso no seu coro tem que estar clara para você, em primeiro lugar: deve ser condizente com o seu planejamento de trabalho, expectativas, metodologia e resultados.

A Política de Ingresso no seu coro tem que estar clara para quem está entrando no coro: a pessoa não pode “cair de paraquedas” sem saber por onde, quando, como e por quê entrou no coro.

A Política de Ingresso no seu coro tem que estar clara para os atuais coralistas: se você é regente coral, com certeza já cantou ou canta em algum coro, sabe como é difícil às vezes, receber novos colegas fora de hora! Atrapalha na referência, timbre, precisão e uma série de fatores. Quando o coro está ciente de quando e por quê novas vozes vão chegar, haverão menos problemas!

A Política de Ingresso no seu coro tem que estar clara para quem administra seu coro: este é um ponto esquecido onde muitos colegas tem sérios problemas. Se você não tem autonomia para estabelecer a Política de Ingresso do coro, é preciso adequar as necessidades e expectativas com quem responde por isto! Seja a direção da escola, a secretaria de cultura, o conselho da igreja, a presidência do clube, o diretor artístico do teatro. Às vezes é esperado e cobrado do regente um resultado sonoro que não condiz com a Política de Ingresso. Converse, negocie e procure ajustar isso.

Se o seu coro já tem uma Política de Ingresso definida, avalie se está adequada ao momento atual. Recentemente na Academia Concerto, nós modificamos esta política para nossos coros amadores: Camerata Vocal, Cantilena e Jovem Canto. Quando iniciamos a construção do trabalho musical destes grupos em 2005, eles eram abertos a qualquer interessado, independentemente da experiência musical. Aliás, este era nosso objetivo e desafio: capacitar e equilibrar coros independentemente das diferenças de nível técnico dos componentes, pois tínhamos desde pessoas que nunca cantaram na vida até músicos profissionais.

Graças ao trabalho de nossa equipe e do empenho de nossos coralistas este objetivo foi alcançado. Mas o desenvolvimento técnico dos coros gerou uma defasagem. Com a melhora da técnica, a complexidade do repertório também aumentou e cresceu a responsabilidade nos compromissos assumidos para concertos e projetos. As pessoas novas que entravam sem experiência nenhuma começaram a ter mais dificuldade em acompanhar o coro, e os que já estavam há anos conosco, também tinham a sua referência prejudicada.

Decidimos então ajustar a nossa política e exigir um nível mínimo de experiência musical para os coros e, ao mesmo tempo, criar um novo coro – Academia Coral –  para absorver as pessoas que nos procuram sem experiência em canto coral.

Viu como se trabalha com uma Política de Ingresso no coro? Amplie esse tipo de raciocínio e encontre soluções extramusicais para muitos problemas no seu trabalho  diário.

 


Na página principal do nosso BLOG estão outros assuntos que podem ajudar seu coro!


Aula Regência Coral Online

ATENÇÃO!

Você quer nossa ajuda para esta e outras questões no seu trabalho, com um plano de capacitação e reciclagem em regência da Academia Concerto para você?

Utilize o e-mail abaixo e entre em contato com a gente sem compromisso:

 academiaconcerto@academiaconcerto.art.br

 

Agora é a sua vez…faça uma boa sopa e até o próximo artigo.

Bons ensaios e apresentações!

 

Aproveite os comentários abaixo…deixe seus resultados, dúvidas ou me sugira temas relevantes para novos posts!

 

Acompanhe nosso próximo post . Inscreva-se abaixo para receber as atualizações!

Sou Altamiro Bernardes, maestro –
Academia Concerto Altamiro Bernardes

Trabalho há mais de 30 anos regendo corais. Tive minha formação como pianista e depois também estudei cravo. Foi através da Música Antiga que cheguei à Europa e, ali, tomei contato com uma sonoridade coral que me encantou! De volta ao Brasil fui estudar regência e buscar o desenvolvimento de um método de trabalho que, dentro da realidade brasileira, me proporcionasse ferramentas para trabalhar e alcançar resultados de alto nível. Em 2005 fui um dos fundadores da Academia Concerto e sou o Diretor Artístico nos últimos 13 anos. Meu trabalho tem sido preparar coros profissionais e amadores para concertos, festivais, turnês e concursos internacionais. Agora quero compartilhar com você os meus métodos de trabalho, que alcançaram 6 prêmios na Europa, reconhecimento no Brasil e ajudar o seu coro a alcançar o próximo nível!
Quer receber nossos conteúdos? 
Assine e receba por e-mail:

Solte Sua Voz Academia Concerto
Palco Digital

Um comentário em “Temos Vagas! Uma política de ingresso para o seu coro! | Academia Concerto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.